• Home
  • Who We Are
  • Federation HPP

Federação Humana People to People

Humana People to People geographic distributionA ADPP Moçambique é co-fundadora e membro da Federação Humana People to People, uma rede de 32 organizações de ajuda humanitária sem fins lucrativos de 43 países da Europa, América do Norte, África, Ásia e América Latina.

Com a sua sede no Zimbabwe, a Federação tem trabalhado nas áreas de desenvolvimento sustentável a longo prazo e de cooperação internacional, desde que os seus membros começaram a cooperar formalmente em 1989. Hoje, ela implementa mais de 700 projectos de desenvolvimento em todo o mundo.

O objectivo da Federação Humana People to People é fornecer um quadro para a cooperação entre as organizações membro e um corpo através do qual podem discutir questões de interesse comum, compartilhar experiências, dar apoio ao desenvolvimento de programas, aumentar a sua eficiência e falar numa só voz em fóruns internacionais de desenvolvimento, aumentando, assim, a influência dos seus programas.

A Federação tem a sua base na contribuição para a luta contra o apartheid no final dos anos 70 e tem como tal, 36 anos de experiência no apoio aos movimentos populares, construção da paz e trabalho de desenvolvimento e foi fundada de acordo com o princípio do Humanismo Solidário.

Humana People to People HeadquarterO trabalho de desenvolvimento que os membros fazem hoje é diverso, mas todo baseado na luta ombro a ombro com O Pobre. A maioria dos projectos de desenvolvimento estão localizados nas zonas rurais e subúrbios, onde se centram em pessoas que se organizam em conjunto dentro das suas comunidades para desempenharem um papel activo na criação de mudanças com efeitos positivos nas suas vidas.

É através da sua afiliação na Federação que a ADPP Moçambique é capaz de alavancar a experiência acumulada pelas suas organizações irmãs ao redor do globo.

A Humana People to People trabalha nas seguintes áreas:

1.   Educação e capacitação

A educação e capacitação profissional das pessoas são alguns dos investimentos mais importantes que podemos fazer para fomentar o progresso das pessoas, suas comunidades e países. Os programas incluem a formação de um outro tipo de professor, a formação de competências profissionais, oferecendo escolas para crianças que de outra forma não iriam ter uma educação e muitos programas de formação informais.

2.   Lutando lado a lado com o Pobre

Lutando lado a lado com o Pobre é integrado em todos os programas. Na Ajuda às Crianças as pessoas organizam-se e juntos trabalham com todas as questões que contribuem para o desenvolvimento das suas comunidades. Programa de Clubes dos Agricultores é a nossa resposta para os desafios enfrentados pelos pequenos agricultores e pelo mundo, quando se olha para a produção de alimentos.

3.   Recolha de roupas de forma global

Ela começa com as pessoas na Europa e nos EUA, que estão interessadas em como as pessoas ao redor do mundo se desenvolvem e que são ambientalmente conscientes e, portanto, doam as roupas que eles já não querem mais. O desenvolvimento económico e muitos postos de trabalho são criados em todos os continentes. Os fundos arrecadados através da roupa são usados para apoiar os projectos da Humana People to People.

4.   Promover a saúde e a luta contra as doenças

As pessoas podem cuidar da sua saúde e da dos outros, quando bem preparadas e mobilizadas para agir. A prevenção e cuidados para com o HIV e TB são abordados no projectos da Humana: TCE - Total Controle da Epidemia e ESPERANÇA. A malária é abordada em todos os programas e em acções específicas sobre malária. O mesmo acontece com o caso da água e saneamento.

5.   Combate às mudanças climáticas

Nós vemos as consequências das mudanças climáticas entre aquelas de duro impacto e nós vemos isso como uma necessidade de desempenharmos o nosso papel naquilo que nós, como seres humanos, devemos fazer para nos adaptarmos e mitigarmos as consequências das mudanças climáticas e do aquecimento global. Por isso trabalhamos com acções climáticas em todos os programas e projectos.